Mostrando postagens com marcador Segurança Alimentar. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Segurança Alimentar. Mostrar todas as postagens

1 de set. de 2020

VOCÊ SABE O QUE ESTÁ COMENDO?


   Toda indústria que elabora produtos de origem animal deve ser inspecionada para que os alimentos estejam aptos para o consumo humano.


   O consumo de alimentos da produção informal sem a devida inspeção e fiscalização traz inúmeros prejuízos a saúde, já que, muitas vezes as condições de higiene não são respeitadas, os equipamentos usados são inadequados e os produtos são transportados de maneira inapropriada.

   A ingestão de produtos que não passam por fiscalização pode levar a toxinfecções alimentares que muitas vezes causam cólicas, vômitos, diarreias, abortos e até mesmo a morte, principalmente em idosos, crianças e pessoas imunodeficientes.

   Adquira produtos inspecionados, ou seja, que foram produzidos dentro dos padrões sanitários e possuem origem conhecida e, portanto, são seguros para sua saúde e de sua família.

Ao comprar produtos de origem animal observe se:

- O produto possui selo de inspeção;

- O rótulo está legível, contendo nome e endereço do fabricante, nome do produto, validade e modo de conservação;

- O produto está armazenado de acordo com as especificações do fornecedor, em local limpo e na temperatura indicada no rótulo; 

- A embalagem está em perfeitas condições, sem estufamentos, pontos de ferrugem, aberturas e sujeiras. Defeitos nas embalagens podem estragar os alimentos ou permitir contaminação, o que causa doenças nas pessoas.

 O selo é sua garantia de qualidade

  O selo de inspeção é indispensável. Ele garante que tal produto está dentro dos padrões técnicos estabelecidos pelas normas vigentes. O carimbo com a palavra INSPECIONADO retrata a imagem de selo de inspeção.



   O rótulo também é indispensável

   É direito do consumidor e obrigação do fornecedor a ampla informação sobre o produto que está sendo colocado no mercado de consumo. Em cumprimento ao Código de Defesa do Consumidor, os órgãos de fiscalização devem atuar para que o rótulo tenha todas as informações sobre o produto como ingredientes, origem, temperatura de armazenamento e prazo de validade.

  Quem deve agir para evitar a produção de alimentos contaminados?

   É atribuição dos órgãos federais, estaduais e municipais fiscalizar a produção de alimentos de origem animal desde a elaboração até a exposição do produto à venda para o consumidor, produtos tais como leite e derivados, embutidos, pescados, ovos e mel; e dedicando especial atenção aos estabelecimentos de abate e processamento de carnes.
É importante que a população participe auxiliando a fiscalização, adquirindo produto com selo de inspeção.

   O responsável pela inspeção no estado de Minas Gerais é o IMA

   O Instituto Mineiro de Agropecuária (IMA) é a instituição responsável pela inspeção de produtos de origem animal em Minas Gerais. Está incluído no Sistema Brasileiro de Inspeção de Produtos de Origem Animal (SISBI-POA) do Ministério de Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa). Isto significa que produtos inspecionados pelo IMA podem ser comercializados em todo Brasil. No entanto, para que os produtos possam sair do estado ou município é necessário que conste no rótulo a logomarca do SISBI-POA.

  Como mencionado no post o IMA inspeciona alimentos de origem animal no estado de Minas Gerais. E no seu estado qual órgão faz esse tipo de inspeção?  

Fonte: IMA


INSTAGRAM | @eumarcyleao

MARCILENE LEÃO
LAYOUT POR LUSA AGÊNCIA DIGITAL